Socializando uma experiência com projeto em sala de aula

Você já vivenciou uma experiência trabalhando com projetos em sala de aula?


Ou conhece alguma experiência de trabalho com projetos em sala de aula?


Descreva uma experiência vivenciada aqui. (assine seu texto e se for uma experiência pessoal, crie um link para o material utilizado nesta experiência)

Após concluir os relatos destaquem os aspectos que mais lhe chamaram a atenção nas experiências analisadas, relacionados aos conteúdos curriculares trabalhados e aos recursos tecnológicos:

1) Quais os conceitos, atitudes e procedimentos mobilizados e/ ou desenvolvidos pelos alunos?

2) Como os conteúdos trabalhados se integram ao currículo das disciplinas envolvidas?

3) Quais as contribuições das tecnologias e mídias utiizadas ao desenvolvimento da atividade?




Webquest “Água: um bem precioso”



Título: Água, um bem precioso
Tema: Os estados físicos da água, o ciclo da água, a água como solvente, contaminação da água.
Objetivo: Perceber o ciclo da água, sua importância e utilização na natureza; conscientizar o aluno sobre o uso e importância da água no seu cotidiano; despertar o senso crítico do aluno como agente multiplicador;
Disciplinas envolvidas: Ciências e Língua Portuguesa
Número de alunos: 37
Número de professores: 02
Tecnologias e mídias utilizadas: livro didático de Ciências e de Língua Portuguesa, computador, editor de slides (BrOffice.org Impress), Internet.
Duração: 20 aulas de 1 hora cada.
Atitudes dos alunos: envolvimento, responsabilidade, comprometimento com a atividade desenvolvida, cooperação com os colegas.

O projeto foi desenvolvido na Escola Municipal Waterloo Prudente, Os conteúdos trabalhados foram: água como solvente, o ciclo da água, os estados físicos da água, contaminação da água. Os educadores envolvidos foram: a Professora de Ciências e a Professora de Língua Portuguesa – Ciclo II. Alunos envolvidos: turma F-1, num total de 37 alunos. Em sala de aula, a professora de Ciências trabalhou o conteúdo relacionado ao tema água enquanto a professora de Português trabalhava a construção de versinhos e poesias. Depois os alunos foram para o Ambiente Informatizado, onde foi-lhes apresentada a webquest, que é constituída de: introdução, tarefas, avaliação, conclusão e referências.

1ª etapa

  • Foram trabalhados os conteúdos em sala de aula.
2ª etapa
  • No Ambiente Informatizado , os alunos foram orientados a abrir o index da webquest e seguir os links para cada etapa da mesma. Assim, estudaram novamente o assunto nos sites selecionados, visualizaram poesias, ouviram músicas e realizaram as tarefas propostas: fazer a leitura dos textos sobre a água acessando os sites selecionados; realizar algumas atividades on-line; escolher um dos subtemas estudados e criar um versinho ou uma poesia sobre a água; criar um slide sobre o que estudaram a respeito deste líquido precioso, contendo o versinho ou a poesia, uma figura e os nomes dos alunos que o criaram.
3ª etapa
  • Os alunos voltaram à sala de aula e, orientados pela professora de Português criaram versinhos ou poesias com o tema água que depois de corrigidos foram inseridos no slide.
4ª etapa
  • Os alunos que se destacaram no uso do computador, à medida que terminavam suas atividades/tarefas eram convidados a auxiliarem os colegas que apresentavam mais dificuldades. Depois de criados os slides , os arquivos foram organizados para criar uma apresentação de slides no site http://www.slide.com
Para finalizar essa atividade, os slides serão disponibilizados no Blog Sala Virtual da Escola Waterloo.
Endereço da webquest:
http://www.eproinfo.mec.gov.br/modulo/Mod083219/Tur103728/img_upload/index2.html

Iliana Rosa


Trabalho por projeto



O projeto desenvolvido pela Escola Municipal Mariano Beck de Porto Alegre nas turmas de Ciclo BP6 (14 alunos) e BP5 (10 alunos), orientadas pela professora Realda Rejane Gil no ano de 1998 apresentou:
Tema: Fazendo Amizade com o computador
Conteúdos curriculares envolvidos:

  • Ciências com estudo a respeito do acúmulo de lixo e seus males para nossa saúde e a necessidade de manter a limpeza dos lugares onde vivemos e a preservação do meio ambiente a fim de que o equilíbrio natural continue existindo.
  • Artes com a elaboração de desenhos representativos sobre o lixo.
  • Exploração livre para o conhecimento do computador.
  • Jogos matemáticos para dominarem o uso do mouse.
  • desenhos, utilizando o paint, refletindo conteúdos trabalhados em ciências, com possibilidade de futura exposição.
  • elaboração, pelos alunos, de problemas matemáticos a serem digitados no Word e resolvidos pelos colegas.
  • correção de cálculos nas planilhas do Excel, visando a autonomia do seu processo de construção de conhecimento com desenvolvimento da auto-estima.
  • pesquisa na Internet, interagindo em um conteúdo além dos livros, das trocas de informações com outros estudantes e tudo mais que a informática pode oferecer.

Número de alunos: 24
Número de professores: 1
Tecnologias e mídias utilizadas: o computador
Duração: nada consta.
Atitudes dos alunos: participaram de cada etapa de execução elaborando trabalhos na forma de desenhos e produções de texto a respeito do lixo, da reciclagem e tratamento do lixo, de como manter a limpeza de nosso ambiente da escola, da casa onde moramos, das cidades, dos rios, das matas e das florestas e todos os outros lugares que, com a ação do homem, e o acúmulo do lixo, tornam o espaço em que vivemos um lugar inadequado para viver.

Os endereços correspondentes ao projeto pesquisado foram:
http://educadi.psico.ufrgs.br/mariano/realdapro.htm
http://educadi.psico.ufrgs.br/mariano/trabalhos.htm
http://educadi.psico.ufrgs.br/mariano/bpcinco.htm

http://educadi.psico.ufrgs.br/mariano/bp6.htm
A partir dos aspectos fundamentais de um projeto apontados pela autora Maria Elizabette B B Prado, segue a seguinte análise:
1) Quanto ao desenvolvimento dos alunos:

  • Houve integração do tema lixo com os conteúdos e áreas do conhecimento e com uso de recursos tecnológicos como o computador utilizando o Paint para criação de desenhos, o Word para produção de textos e o Excel para verificação de cálculos.
  • Divulgação dos trabalhos e produções dos alunos, individuais e em grupo, através da internet.
  • Desenvolvimento de trabalhos com autoria dos alunos.
    2) Quanto às dinâmicas sociais do contexto
  • Foram realizadas dinâmicas de sensibilização acerca da necessidade da preservação do meio ambiente.

3) Quanto à mediação pedagógica

  • Houve acompanhamento do processo de aprendizagem sem preocupação com a formalidade na produção dos textos.
Neuber R. Souza.

Projeto Paz é a Gente que Faz

Observando um grupo de alunos, no momento do recreio, senti muita agressividade entre eles em suas brincadeiras.

Desse momento surgiu a idéia de fazermos um projeto sobre a paz, e demos o título "A Paz é a Gente que Faz".

Reunimos com o grupo docente da escola para o planejamento desse projeto, após a realização dessa primeira etapa, começamos a desenvolvê-lo, trabalhando em várias disciplinas como: Português, Matemática, História, Ciências, etc.

As atividades desenvolvidas envolveram todos os alunos da escola. Já estamos obtendo resultados, pois as brincadeiras deixaram de ser agressivas se tornando um momento de lazer e recreação.

Sônia




Tema do Projeto: Eu, Você e o Universo. (Edma)
Conteúdos Curriculares Envolvidos: Teorias do surgimento do Universo; habitantes da Terra; Diversidade cultural; Uso refletido da técnica e da tecnologia ao longo do tempo; Surgimento do homem; Teorias da evolução; Sistema solar; Orientação e localização da Terra no espaço; Relações entre passado e presente; Linha do tempo; Transformações naturais e modificações feitas pelo homem no planeta Terra; Sociodiversidade dos povos, Evolução dos transportes, comunicação, tecnologia e organização social; Consumismo, mídia e propaganda; Conquistas espaciais e pesquisas científicas; Invenções (ex: do fogo ao satélite); Recursos naturais; Biomas; Problemas ambientais; Extinção das espécies; Ciclos da matéria; Hábitos preservacionistas; Globalização; Valores humanos; etc.
Número de alunos participantes: 475 alunos do 1º ao 6º ano.
Numero de professores envolvidos: 22 professores, 4 coordenadores e diretora
Tecnologias e mídias utilizadas: livros didáticos e de pesquisa, jornais, revistas, aparelho de som,CD, DVD, vídeo, TV, computadores, internet, retroprojetor (planetário), dentre outros. Sendo que estes recursos, principalmente os computadores e a internet, podem contribuir muito na aprendizagem dos alunos, uma vez que os mesmos permitem a interação direta dos alunos com os temas em estudo.
Duração do Projeto: Fevereiro à dezembro de 2009.
Atitudes dos alunos:
- Evidenciar o resgate dos valores humanos de solidariedade, respeito, justiça, amizade, compreensão, companheirismo, aceitação das diferenças, etc.
- Conhecer melhor o mundo em que vive compreendendo como suas atitudes podem interferir no mesmo, trazendo benefícios ou malefícios.
- Mudanças de atitude em relação ao meio-ambiente, procurando evitar o desperdício, reutilizando materiais, incentivando a reciclagem, etc.

  • Saber utilizar as informações da mídia e os avanços tecnológicos com cautela e sabedoria, aproveitando somente aquilo que lhe traga benefícios.
Outros aspectos:
Visitas: Planetário, Embrapa, Zoológico, Museu antropológico, memorial do Cerrado, Áreas de preservação ambiental, etc.
Recursos Materiais: jogos, bingos, vídeos, letras de músicas, mapas, globos, materiais cartográficos, documentos históricos, antiguidades, etc.
Outras Metodologias: leitura de diversos tipos de texto, reescrita e produção de novos textos, análise de filmes, cantar, ler,dançar e fazer paródias de músicas que envolvam o tema, Realização de gincanas, campeonatos, debates, seminários, palestras, entrevistas, relatórios, dramatizações, envolvendo os temas estudados no projeto.
Avaliação: A avaliação do projeto será contínua, observando todas as atividades desenvolvidas, seu rendimento e os aspectos falhos, para planejamento de outras atividades que venham atender as reais necessidades dos alunos. A cada trimestre, teremos um momento maior de avaliação com envolvimento de todos os alunos e professores, para constatar os avanços e replanejar as próximas atividades.
ANÁLISE DOS DADOS PESQUISADOS
Segundo Maria Elisabete Brisola Brito Prado em seu texto - Pedagogia de Projetos e Integração de Mídias, existem 3 (três) aspectos importantes que devem ser observados ao se trabalhar com projetos, são eles:
  • Possibilidades de desenvolvimento dos alunos;
  • As dinâmicas sociais do contexto;
  • Possibilidades de mediação pedagógica.
Observando os dados coletados neste projeto que está sendo desenvolvido na escola em que trabalho, pude perceber que estes aspectos foram contemplados, se não em sua totalidade, mas pelo menos em alguns pontos.
Dentro das possibilidades de desenvolvimento dos alunos este projeto contemplou a integração dos conteúdos de diversas áreas, permitindo a interdisciplinaridade, portanto envolveu todos os professores numa mesma temática. Propiciou também aos alunos a reconstrução do conhecimento, uma vez que possibilitou aos mesmos, novas formas de aprender tendo contato com diversas mídias e tecnologias, como também permitiu a produção dos alunos em relação aos temas estudados, facilitando assim a co-autoria. Entretanto alguns pontos podem ser melhorados, como: o uso da tecnologia com novas metodologias e os momentos de atividades de produção dos alunos,
As dinâmicas sociais no contexto deste projeto, podem ser evidenciadas nas atitudes que se esperam dos alunos, tais atitudes foram previstas ao se montar o projeto, mas não é fácil conseguir resultados positivos com todos os envolvidos. Percebo que a maioria dos alunos tem demonstrado desenvolvimento satisfatório em sua aprendizagem em relação aos temas estudados no projeto, bem como na inter-relação com o grupo, mas sempre tem aqueles que apresentam dificuldades de compreensão, e às vezes desinteresse pelo tema, ou pelas atividades desenvolvidas, dificultando assim o atendimento dos objetivos em sua plenitude. Quando se constatam estes casos, devemos replanejar nossas ações.
Já em relação as possibilidades de mediação pedagógica, percebi que ao propormos este projeto para os alunos, levantamos um problema a ser estudado, dúvidas a serem elucidadas e possibilitamos a descoberta de novos caminhos e soluções para os problemas encontrados, sendo assim a intencionalidade do projeto foi atendida, porém em relação as práticas pedagógicas que prevê o professor como mediador entre o aluno e o conhecimento, ainda tem que ser repensada, pois alguns professores ainda tem dificuldades em inovar, buscar outros caminhos, viabilizar aos alunos meios de desenvolverem seus próprios projetos, recontextualizando aquilo que aprendeu e estabelecendo relações entre os conhecimentos, ampliando significativamente sua aprendizagem. Isto dificulta então o atendimento da intencionalidade do projeto e conseqüentemente o atendimento dos objetivos do mesmo.

Edma Maria de Resende



Socializando uma experiência com projeto em sala de aula


Na escola Eva Vieira de Almeida foi desenvolvido um projeto sobre a dengue.Conteúdos: Leitura, interpretação, escrita, produção de texto, cidadania, e psicomotricidade fina (ilustração, recorte, colagem)

Nº DE ALUNOS PARTICIPANTES: 132
Nº DE PROFESSORES: 01
TECNOLOGIA E MÍDIAS UTILIZADAS: filmadoras, computador, slides, sm, revistas, livros, dvd, máquina fotográfica.
DURAÇÃO: 3 MESES.
ATITUDE DOS ALUNOS: pesquisando na internet e livros, puderam, obter algumas orientações teóricas necessárias para o desenvolvimento do projeto, partindo dessas pesquisas e conversas conseguiram montar alguns slides, confeccionar cartazes, textos, fazer e ilustrar alguns livros informativos sobre a doença Dengue, faixas retirando as palavras “XÕ DENGUE” de revistas e jornais, entrevistar e orientar a comunidade sobre a importância de não se deixar um ambiente favorável ao desenvolvimento do mosquito, confeccionar as roupas do mosquito para a passeata saindo da escola e percorrendo a Av. Itália; depois disso houver também uma apresentação para a comunidade da filmagem de todo esse trabalho, valorizando assim, todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente no projeto.
OUTROS; embora a professora de Ciências tenha ficado a frente do projeto outros profissionais (professores, auxiliar do ambiente informatizado, pessoal administrativo, guarda municipal e comunidade) tiveram importância fundamental na realização do projeto.
simone e geralda

O Projeto Alfabetização e Letramento: construindo autonomia com o educando. ” é parte do Projeto Politico-Pedagógico da escola para o ano de 2009. Além da proposta a todos os alunos da escola, após atividade diagnóstica realizada em todos os agrupamentos, é feito um trabalho de atendimento especializado às crianças com necessidade de aprimoramento da leitura, linguagem escrita e dos calculos. Este trabalho é realizado em pequenos grupos ou individualmente.


E.M. Dª Iaiá Câmara
Alfabetização e Letramento:
construindo autonomia com o educando. ”

  • Tema : Alfabetização e Letramento
  • Duração : Um ano
  • Área Curricular:Língua Portuguesa
  • Público-alvo: 258 alunos dos Ciclos I e II
  • 18 professores


1. JUSTIFICATIVA
Após a realização de atividade diagnóstica, realizada no mês de fevereiro, constatamos que a maioria das crianças apresenta dificuldades na leitura e na escrita. A alfabetização da E.M. Dona Iaiá Câmara segue, a concepção de educação baseada no sócio-interacionismo.
Levamos em conta os conhecimentos prévios trazidos pelos educandos, a sua formação cultural e as relações interpessoais. Buscamos ampliar suas possibilidades de comunicação e expressão dando acesso a vários gêneros orais e escritos.
Oferecemos aos alunos diversas situações de intercâmbio social, nos quais possa relatar suas vivências, ouvir outras pessoas , além de manusear livros, revistas e vários tipos de texto para desenvolver a leitura e a escrita.
Desta forma, a aquisição da linguagem escrita contribuirá consideravelmente na formação integral dos nossos alunos.


3. OBJETIVO GERAL

Aprimorar a linguagem oral e escrita interagindo socialmente de forma crítica, criativa, questionadora, autônoma e ativa, possibilitando a transformação dos sujeitos e do meio em que vivem através da cultura escrita.

4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

A partir da proposta de alfabetização, considerando o indivíduo como ponto de partida e de chegada, levá-lo a:
Interessar-se pelo mundo escrito através de diversos materiais utilizados socialmente.
Produzir textos com significado a partir da função a que se destinam.
Expressar-se oralmente com clareza de ideias através de vários recursos.
Escrever de forma clara e espontânea expressando idéias e, ou sentimentos.
Encontrar na linguagem oral e escrita fonte de prazer, de aprendizagem e,
Construir a autonomia de leitor(a), explorando materiais diversos de leitura e letramento
Explorar outros espaços de aprendizagem fora a sala de aula como a Sala de Leitura, o ambiente Informatizado e outros.
5. METODOLOGIA E MATERIAIS UTILIZADOS

  • Alfabeto fixo e móvel
  • Apresentações artísticas e culturais..
  • Calendários
  • Cartas
  • Cartazes
  • Convites
  • Folders
  • Gravuras
  • Jogos
  • Jornais e suplementos infantis
  • Músicas
  • Pesquisas
  • Poesias
  • Receitas
  • Revistas
  • Rótulos
  • Textos digitais, alfabeto em slydes e outros.
  • Utilização das sala de Leitura e do ambiente informatizado.
6.AVALIAÇÃO
Será feita uma avaliação diagnóstica visando estabelecer os conhecimentos prévios dos alunos acerca da escrita. Durante a proposta, será avaliado o envolvimento dos alunos com as atividades e o desenvolvimento das habilidades inerentes ao processo de aquisição da linguagem escrita observando, além do levantamento de hipóteses acerca da escrita, a compreensão, a produção escrita e a capacidade de inferência do aluno na sua realidade.

7. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS
-AURÉLIO, Dicionário Básico da Língua Portuguesa – Editora Nova Fronteira,2002
CARVALHO, Marlene-ALFABETIZAR E LETRAR: um diálogo entre a teoria e a prática. Editora Vozes Ltda. Petrópolis, RJ.
-MICHAELIS Moderno Dicionário da Língua Portuguesa, Editora , 2005
-SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. São Paulo: Contexto, 2003.
-Letramento: um tema em três gêneros. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.
-VYGOTSKY, L.S. Pensamento e linguagem. Trad. M. Resende, Lisboa, 1979.


Irani Martins de Meneses

Goiânia, 05 junho de 2009.















Título: Educação e Informação em Saúde
Tema: Os riscos da automedicação

Objetivo: Conscientizar os alunos e a comunidade sobre os riscos que automedicação pode trazer a saúde e promover o uso racional de medicamentos.
Duração: 2º semestre de 2009.
Número de professores: 04
Número de alunos: 120
Disciplinas envolvidas: 02
Tecnologias e mídias utilizadas: computador, TV, DVD, apostilas, cartazes, jogos, etc.

O projeto é fruto de uma capacitação promovida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que tem como titulo Educanvisa, nos dias 29 e 30 de junho em Brasília, com mais ou menos 90 professores das mais diversas áreas e de várias regiões do país. Será desenvolvido na Escola Municipal Professora Amélia Fernandes Martins. Esse projeto será dividido em quatro módulos conforme tabela a seguir:



Descrição das Atividades
Atividade inicial
1. Aplicação dos questionários de impacto, para se fazer um levantamento sobre o conhecimento dos alunos sobre importância do tema.
Módulo I
Saúde e Educação
1. Relato das atividades desenvolvidas, com registro de fotos, e do material produzido pelos alunos (redação, charges, cartazes, dentre outros).
2. Relato dos resultados observados e das impressões sobre as atividades desenvolvidas.
Módulo II
Vigilância Sanitária
1. Relato das atividades desenvolvidas com os alunos, com registro de fotos, que propiciaram o conhecimento do trabalho da vigilância sanitária local (pesquisa, visitas em estabelecimentos de saúde, palestras, dentre outros)
2. Relato dos resultados observados e das impressões sobre as atividades desenvolvidas
Módulo III
Medicamentos e uso racional
1. Relato das atividades desenvolvidas com os alunos (por exemplo, visita à farmácias e drogarias, entrevistas com farmacêuticos, pais, parentes ou vizinhos, visitas à centros de intoxicação, caso exista na cidade, dentre outros), com registro de fotos, e do material produzido pelos alunos (redação, charges, cartazes, dentre outros).
2. Relato das atividades, com registro de fotos, que permitiram ao aluno refletir sobre a influência da propaganda no consumo de medicamentos na sua localidade (rádio, TV, panfletos de farmácia, internet, dentre outros).
Módulo IV
Alimentação e hábitos de vida saudáveis
1. Relato de atividades que levem toda a comunidade escolar a refletir sobre a influência da propaganda de alimentos nos hábitos de vida e a na sua saúde (semana da alimentação, feira da saúde, peças de teatro, exposições, dentre outros).
2. Relato dos resultados observados e das impressões sobre as atividades desenvolvidas.
Outras atividades desenvolvidas ao longo do projeto (relacionadas com qualquer tema trabalhado nos módulos anteriores)
1. Criação de histórias em quadrinhos, em conjunto com os alunos, envolvendo um ou mais assuntos dos Módulos I, II, III e IV desenvolvidos em sala de aula (no máximo duas histórias por professor).
2. Elaboração de jogo didático que possa ser utilizado em atividades educativas realizadas em sala de aula ou com membros da comunidade, envolvendo um ou mais assuntos dos Módulos I, II, III e IV (no máximo dois por professor).
Atividade final
1. Aplicação dos questionários de impacto novamente.



Será utilizado um blog para discussões e publicações dos materiais produzidos pelos alunos no decorrer dos módulos, os resultados só surgirão no final do ano, esperamos que os alunos e a comunidade se conscientizem sobre este tema e tentem mudar alguns de seus hábitos ou até mesmo servir de agentes fiscalizadores tanto em sua família quanto na comunidade.

Endereço do Blog: www.riscosdaautomedicacao.blogspot.com


Ramon Amaral